Dose de gin

Participação da seguidora Mariangela Schmitt na #segundadosseguidores no IG, confira esse texto incrível e venha você também participar, siga: @1_escritor_

Dose de Gin

E se acaso um dia, liquefazer-me puder
Tornar-me-ei Gin
Versátil, de sabor inigualável, entorpecente
Só ou acompanhado
Puro, forte, muito amargo
Combinando com as desilusões e tombos da vida
Adicionado à tônica
Ainda amargo, mas mais suave
Como as pedras que eu encontro no meu caminho
Com bebidas energéticas
Suavizando o amargor
Como os dias de sol
Que me iluminam quando me encontro na escuridão
Ou ainda com o doce do açúcar e o azedo do limão
Como quando, mesmo em meio ao caos, lembro-me de que sorrir sempre torna a vida mais leve

Mariangela Schmitt

Anúncios

Primavera de amor

Participação da seguidora Narcisa Silva, em sua participação na #segundadosseguidores no IG, confere lá e venha participar você também.

E quando menos se espera, o amor acontece
Como uma primavera.
E quem dera durasse para sempre, tudo aquilo que a gente sente.

Narcisa Silva

Se ame ao ponto de se respeitar

Sim, é isso mesmo que você leu.
Não tem mais explicações, não tem meio termo, não tem dúvidas, não tem essa história de ser mais claro, de ser mais objetivo, a menos que você se recuse a entender, a mensagem é simples:

“Eu quero que você se ame, a ponto de se respeitar”

É isso, não tem erro.
Quero que saibas o valor que você tem e isso começa quando você se ama, quando você se conhece, pois quando isso acontece não é qualquer coisa que nos agrada, nos tornarmos mais exigentes (não chatos) naquilo em que buscamos para nós mesmos, você, eu, todos temos esse direito de filtrar e escolher o que é melhor para nós, o que nos faz bem ou não, o que vai ser benéfico ao nosso crescimento ou não. Somos nós que escolhemos. Portanto se ame, ao ponto de escolher o melhor para si em longo prazo, são os melhores investimentos.
Saiba escolher bem as suas companhias, quem muito te baba não quer seu bem e quem só te crítica também não, um bom amigo mantém a dosagem correta dos dois lados, então saiba escolher bem, certeza que já te veio umas ideias na mente.
Que você se ame ao ponto de se afastar do que te faz mal, porque diabos você vai ficar insistindo em algo que só te machuca? Que você se respeite ao ponto de perceber que é hora de sair, pois já não é recebido com a mesma delicadeza de antes.
Quero que você se ame, que saía consigo em alguns instantes, que descubra o que gosta e o que não gosta, que experimente coisas novas, mas mantenha os teus princípios, afinal, foram eles que te trouxeram até aqui.
Quero que você saia e extravase tudo que tem vontade pra encontrar a tua verdadeira liberdade, a essência do teu ser, que por algum motivo você insiste em deixar escondidinho naquele canto do teu pensamento.
Que você viaje e descubra novos lugares, novas pessoas, que viva novas experiências, que tenha novas sensações. Que tenha sossego num domingo enquanto lê um livro deitado em sua cama ou sofá.
Que você se ame, ao ponto de querer estar consigo mesmo e que se respeite o suficiente para ficar longe daquilo que não te faz nenhum bem.

Se ame meu bem, pois tesouro maior que esse, não tem.

Franklin Monteiro

Decisão

Decisão

Então eu estava ali novamente, um cigarro na mão e uma bebida que descia a garganta queimando e em cada dose eu queria queimar até virar cinzas tudo que estava sentido.

Eu não podia culpar a você e nem ninguém, fui eu que agi como um tolo insistindo em um amor que nunca haveria possibilidades de nascer, mas sabe como é o coração, ignora a razão, joga ela em uma lata de lixo e sempre mantendo a fantasiosa esperança do melhor, nos faz agir sem pensar. É bom se entregar vez ou outra, ser intenso mais que qualquer outra coisa, deve ser por isso que estou aqui tentando arrancar seus pedaços que ainda restam em mim.

Aquele teu sorriso que dançava no ar me pegava desprovido de proteção, muitas vezes não havia tempo de vestir a máscara que usava para esconder tudo que sentia por você, estava sempre distraído imaginando o que refletia teu olhar lindo, o mesmo que quando olhava me deixava perdido…

Sabe você fode comigo, o emocional e o racional eu não domino quando se trata de você, me pergunto: “será que realmente posso te esquecer? ”; “Será que vou me acostumar novamente com as noites frias depois de experimentar do teu calor?” Parece até piada, uma daquelas em que rio disfarçadamente para não perder a postura, eu sei que isso tem cura.

Já não sei mais o que bebo, haviam copos espalhados por toda mesa, vodca, whisky, tequila, cerveja e até cigarros baratos para que a fumaça possa entrar e quem sabe ocupar o seu lugar, mas ainda não é o suficiente, você ainda está aqui, você teima em ficar vagando de um lado para o outro em minha mente, toda hora e em qualquer lugar…

Mas sabe as vezes é bom lembrar de você, nossos bons momentos estando ou não sob os lençóis, os passeios a um parque em um domingo à tarde e até aquele dia que banhamos de chuva atrás de um táxi, cuidamos um do outro em seus resfriados, mas vejo que tudo agora é passado e espero que como o pôr do sol você se vá e dê a chance na noite da lua brilhar.

Franklin Monteiro – 16/07/2017 – 18:11

Viver para si

Viver para Si

Você se curte? E será que você ao menos conhece a si mesmo?
O que gosta de fazer? O que gosta de ler? Quais filmes te agradam? Que tipo de esportes despertam o seu interesse? Quais músicas você prefere escutar?
O que te faz bem?
Você sabe se fazer bem?
São muitas as questões que podemos nos fazer na viagem da descoberta a nós mesmos, o importante não são as respostas exatas, mas sim a reflexão que elas nos trazem sobre nós mesmos e aquilo que queremos, sobre o que realmente gostamos e sobre aquilo que nos proporciona prazer e bem-estar, porém isso não deve vir de uma forma arrogante e não saudável, não é para você ser mais um filho da puta nesse mundo cheio de “vacilão”, todos sabemos que disso o mundo está cheio. Isso é para que você possa ter a percepção, que não precisa se acorrentar ou se submeter ao que te fere e faz mal, somente para agradar algo ou alguém e quando digo isso, me refiro ao que está ao seu alcance fazer (afinal se fosse para ter apenas coisas boas acontecendo, ninguém precisaria trabalhar e engolir alguns sapos, é preciso bom senso, para entender o que quero lhe dizer).
Há pessoas que vivem sem prazer, sem proveito, limitadas a pesos e medidas que arrastam ao longo de suas, sem que exista uma necessidade real para isso, além da própria fantasia de que “isso é o certo”, “é o que deve ser feito”. Não, definitivamente não; você, eu, ninguém precisa se submeter a algo que nos machuca, nos tortura, que nos deixa sangrando horrores enquanto outros riem a nossas custas, seja em relacionamentos abusivos, sejam em “amizades vampíricas”, essas coisas que sugam até a nossa última gota de energia. Por isso outra vez te pergunto: “Você se curte? Você realmente se conhece? ”
Quem se conhece sabe bem o que quer e quem sabe bem o que quer não aceita qualquer migalha que lhe jogam.
Não é que você vá se tornar um rebelde sem causa e viver apenas para o seu ego, viva para você e para o que te faz bem e aqueles que você ama e estão a sua volta também serão afetados pela sua postura, perceberão em você o sentido de liberdade.
Pare de desperdiçar seu precioso tempo apenas vagando pelas redes sociais ou esperando a mensagem de alguém que você sabe que nunca virá, valorize sua própria presença, você está bem aí, fulano tem seu contato, se ele (a) quiser, ele (a) te procura e se depois disso vai ser reciproco ou não, depende de você, aceitar as migalhas lançadas ou conquistar seu próprio banquete. A vida costuma nos surpreender quando nos permitimos viver.
Qual foi a última vez que você aproveitou sua própria companhia? Que foi ao cinema sozinho ver aquele filme que gosta? Que soltou gargalhadas rindo de algo hilariante? Qual foi a última vez que você se presenteou com algo bonito (e caro)? Qual foi a última vez que você decidiu aprender e fazer algo? Que experimentou aquela comida e aquela bebida que tanto adora?
Se você acompanhou essas questões até aqui e cada uma delas te fez pensar mais a fundo sobre si mesmo, você precisa aproveitar mais a si mesmo, entrar em contato com o seu “EU”, porque em algum momento você se perdeu e não consegue se encontrar por estar preso a coisas que anulam a sua essência e a nossa essência é bonita demais para ser anulada.
Não precisa se isolar do mundo, ninguém é uma ilha, você só precisa embelezar mais a sua ilha nesse imenso arquipélago, não para chamar a atenção de nada, nem ninguém, apenas para se sentir bem consigo mesmo, ser convicto e seguro de si mesmo, ser livre, intenso e verdadeiro.
O universo é uma existência de infinitas possibilidades e só depende da nossa força de vontade torna-las reais ou não, está tudo em nossas mãos. Desenterre os sonhos trancados na gaveta, vai atrás do que te faz bem, faça um mochilão, ande de Kart, pratique algo que gosta, busque fazer coisas novas, como tocar um instrumento ou escrever, fazer um rapel ou uma escalada, olhar as estrelas durante a noite em uma praia e que tal um rolê no ciclismo? Sinta a adrenalina, aproveite enquanto está vivo, viva até o seu último suspiro, não exista apenas para “apodrecer.
Se curta mais, se ame mais, se valorize mais, quando você for inteiro vai perceber que não vale a pena viver de metades.

Franklin Monteiro

Hoje eu saí decidido.

Coloquei a minha melhor roupa, usei aquele perfume que tanto gosto, calcei aquele sapato do qual você tanto reclamava, marquei com os amigos uma farra para a diversão, mas a festa mesmo estava ocorrendo no meu coração.

Hoje eu saí decidido a esquecer esse teu amor vazio, que não esvazia e nunca preenche, apenas deixa mais frio e no termostato da minha vida, sou eu quem define a temperatura medida.

Hoje eu saí para te tirar da minha cabeça, desses pensamentos que me invadiam e deixavam sem “eira nem beira”, eu te oferecia meu tempo, meus pensamentos e você demonstrava que isso não tinha valor, causando a dor que em mim eu pensei que um dia não teria fim, a verdade é que eu era apegado demais ao teu sorriso, ao ponto de suportar as lágrimas transbordando em rios, somente para te “ter” do meu lado, esbanjando o teu sorriso esbranquiçado.

Hoje eu saí para não mais voltar, não viver a mesma história, não bater na mesma tecla, não repetir a mesma música, mas deixar o ciclo fluir quebrando todas a correntes que me prendiam a ti.

Eu saí para me encontrar, e me achei sentado na mesa de um bar pensando em tudo que foi vivido e pesando os pesos e suas medidas, percebi que é melhor não estar mais contigo, que é minha própria presença que devo valorizar, que não preciso do meio amor de ninguém para me completar, que não preciso me sujeitar a um relacionamento abusivo que não me proporciona nada e suga de mim tempo e energia que eu poderia investir em meu próprio viver, viajando, descobrindo o mundo e que eu posso me tornar um novo ser, um novo alguém que não dependa emocionalmente de ninguém.

Eu saí para ficar longe de ti, pois perto é como estar em pedaços, espalhados em cacos tão minúsculos que nem mesmo juntando tudo e usando super Bonder poderia ser colado. Eu saí porque você me deixa confuso, como se faltasse um parafuso, nunca entendo e nunca sei o quer e é difícil entender quem você realmente é. Eu saí para esbanjar o amor e por coincidência encontrei o meu próprio em forma de flor e agora o carrego comigo para onde eu for.

Eu saí e me encontrei e agora que cresci, vivo comigo mesmo o amor que sempre sonhei, porque um dia naqueles momentos passados, não era você que desprezava o meu amor, era eu que não conhecia o seu valor.

Franklin Monteiro – 05/03/2018 – 03:01

Apenas 1 escritor, apenas 1 sonhador.

Everything But the Books

Porque nós somos Book Lovers!

Entre nos Mundos

Compartilhando as minhas visitas em outros mundos.

A Bússola Quebrada

A gente sem rumo pelo mundo

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora